Português Italian English Spanish

Secretária de Saúde de Barra do Garças pede para que população tenha "bom senso"

Secretária de Saúde de Barra do Garças pede para que população tenha "bom senso"

Data de Publicação: 4 de maio de 2020 13:46:00
Secretária de Saúde de Barra do Garças pede para que população tenha "bom senso"

Andrezza Dias / Da Redação

Reprodução

Clenia Monteiro, secretária de Saúde de Barra do Garças.

 

Com cinco casos confirmados de Covid-19 até o momento e as crescentes notificações relacionadas ao novo coronavírus em Barra do Garças, a situação acende um alerta para a necessidade de seguir as medidas preventivas de combate ao vírus. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (4), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) revelou preocupação com a falta de consciência da população.

Durante a coletiva, a secretária municipal de Saúde, Clênia Monteiro, chamou a atenção para a ocorrência de aglomerações e imprudência na cidade. Segundo ela, se não houver apoio da comunidade, o trabalho coordenado dos órgãos e profissionais da saúde será em vão. “A situação não é brincadeira, é um vírus perigoso. A cidade poderá enfrentar um caos muito grande, pois não há leitos para todos”, disse.

Para Clênia Monteiro, a comunidade não deve se apoiar nas estatísticas de que Mato Grosso tem poucos casos, pois a localização geográfica de Barra do Garças não é favorável. A cidade faz divisa com o estado de Goiás o que aumenta os riscos da disseminação do vírus. Ela citou o caso do município goiano Jataí que de 4 casos saltou para 24 nos últimos dias. “Esse é o nosso medo para Barra do garças. A situação está ficando preocupante e nós precisamos da ajuda de todos. Se todos os dias vemos as recomendações na televisão, por que a população estava em peso, ontem, no Porto do Baé sem o uso de máscaras?”, critica a secretária.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Maria Auxiliadora Dantas, também concedeu entrevista durante a coletiva e informou os números atualizados da Covid-19 no município. “Nós temos quatro casos confirmados pelo Laboratório Central de Mato Grosso (Lacen). E temos um caso aguardando validação pelo Lacen. O exame foi realizado por um laboratório de referência, mas é particular. Para ser emitida a validação deste caso específico é necessária a validação do Lacen-MT”, explica.

Outro ponto discutido na entrevista foi a mudança que ocorrerá no fluxo de atendimento da Unidade de Pronto Atendimento de Barra do Garças (UPA). A partir desta terça-feira (5), a pessoa que se encaminhar até a UPA passará por uma classificação. Caso seja diagnosticada síndrome gripal, ela será admitida na unidade. Se for outro tipo de comorbidade, será atendida em outro setor da unidade para o procedimento de soroterapia. Duas ambulâncias estarão disponíveis na UPA, uma específica para encaminhar os pacientes que necessitem de internação no hospital municipal.

A SMS está montando um esquema de atendimento pediátrico com as policlínicas São José e Santo Antônio. Todos os dias, médicos pediatras estarão disponíveis na unidade Santo Antônio e, duas vezes por semana, na do São José.

Sobre ampliação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivos para casos de Covid-19, Clenia Monteiro informou que a previsão é que, a partir de amanhã (5), todos já estarão em operação no Hospital Municipal Milton Morbeck. Com isso, Barra do Garças passa a ofertar 9 leitos públicos de UTIs à população, conforme disse a secretária. Cinco leitos no hospital municipal e mais quatro na UPA. Os leitos são equipados com ventiladores mecânicos, monitores, bombas de infusão, desfibriladores e aspiradores.

Clênia Monteiro encerrou a conversa com um apelo à população. “Peço mais uma vez encarecidamente que usem máscaras, fiquem em casa. Não achem que é somente uma gripezinha. Nós da Saúde precisamos de vocês. Não adianta batalharmos 24 horas por dia se não nos ajudarem”. Ela contou ainda que no final de semana a Vigilância precisou fechar festas e casas de show. “Isso não foi liberado, como vai ficar uma grande quantidade de pessoas em um ambiente fechado? Então, tenham cautela e nos ajudem para que possamos ajudar vocês”, finaliza a secretária.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário