Português Italian English Spanish

Polícia Civil lamenta morte de escrivã em acidente doméstico

Polícia Civil lamenta morte de escrivã em acidente doméstico

Data de Publicação: 17 de julho de 2020 10:31:00

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil lamenta a morte da escrivã de polícia, Neria Regina dos Reis Carvalho de Campos Padilha, de 42 anos, ocorrida na tarde de quinta-feira (16.07). A policial lotada na Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran) foi vítima de uma descarga elétrica em sua residência no bairro Residencial Marechal Rondon, em Cuiabá.

O corpo da escrivã foi encontrado por familiares que foram até a casa dela, após tentarem contato por telefone e não conseguirem resposta. A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local e encontraram uma extensão elétrica com fios expostos, onde a vítima esbarrou e sofreu a descarga elétrica.

Neria Regina atuava como escrivã na Polícia Civil de Mato Grosso há 19 anos e trabalhou em unidades especializadas da Capital como DHPP, Delegacia Especializada de Entorpecentes (DRE), Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), 3ª Delegacia de Polícia, Deletran e Força Nacional pela Senasp.

Excelente profissional, amiga, boa mãe e muito ligada à família é assim que Neri é lembrada pelos amigos e colegas de trabalho que tiveram a oportunidade de conviver com a escrivã. "Era uma pessoa expetacular, muito prestativa, que cuidava da mãe, do filho pequeno e que como pessoa era muito atenciosa e querida no meio policial", disse o escrivão Bento Roseno da Silva, colega de turma, de trabalho e amigo pessoal de Neria. 

O delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, lamentou a morte da escrivã, elogiando-a como pessoa e como profissional. “Magnifica policial que prestou os seus trabalhos com destaque por onde passou e que por quase duas décadas se dedicou, se entregou a Polícia Civil. Neste momento, queremos confortar os familiares e agradecer com muita satisfação e orgulho a atuação da escrivã para os trabalhos e desenvolvimento da Polícia Civil”, disse.

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário