Português Italian English Spanish

SES inicia descentralização de prevenção à tuberculose nos 141 municípios

SES inicia descentralização de prevenção à tuberculose nos 141 municípios

Os 16 Escritórios Regionais de Saúde vão auxiliar no processo de ampliação dos serviços à população mato-grossense.

 

Rose Velasco | SES/MT 
 

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões - Foto por: SES/MT

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da área técnica de Tuberculose da Vigilância Epidemiológica, realizará, nos dias 29 e 30 de maio, a oficina de implantação da Infecção Latente da Tuberculose e do sistema nacional de IL-TB. Feito de forma descentralizada, o serviço objetiva a prevenção à doença nos 141 municípios de Mato Grosso.

O evento será realizado na Escola de Governo, localizada no Bairro Paiaguás, em período integral, com a presença de monitores do Programa Nacional de Combate à Tuberculose do Ministério da Saúde. Inicialmente, a capacitação é voltada para os técnicos dos 16 Escritórios Regionais de Saúde (ERS) e para algumas unidades de saúde dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande e Pontes e Lacerda.

De acordo com a responsável técnica da Tuberculose na Vigilância Epidemiológica da SES-MT, Lúcia Dias, atualmente o serviço de prevenção da doença é executado pelos 16 Escritórios Regionais de Saúde, pelos municípios da Baixada Cuiabana e pela cidade de Sinop.

Contudo, a partir do mês de junho, essa será também uma atribuição de todos os 141 municípios, ou seja, a Vigilância Epidemiológica de cada município terá de registrar a notificação de casos, acompanhar o paciente e os seus contatos (familiares, amigos, vizinhos, colegas de trabalho e outras pessoas com as quais se relaciona) e encerrar o caso com o registro no sistema nacional de IL-TB do Ministério da Saúde.

“Os Escritórios Regionais vão continuar executando o serviço, porém, com o apoio dos municípios, ou seja, os 16 ERS realizarão a descentralização de digitação, o acompanhamento e fechamento do caso no sistema IL-TB, visando ampliar a oferta desse trabalho de prevenção da tuberculose. A expectativa é de que se conclua essa etapa ainda neste ano”, destacou Lúcia.

O atual sistema de notificação dos casos da doença existe desde. Desde então, já foram notificados mais de 2 mil casos de infecção em todo o Estado; deste total, nem 10% dos pacientes em tratamento ficaram doentes. Para a representante da Vigilância Epidemiológica estadual, esse percentual é considerado positivo, pois significa que o tratamento preventivo está surtindo o efeito previsto.

O processo de descentralização também irá envolver a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica Estratégica da SES-MT, que ficará responsável pelo fluxo do fornecimento de medicamento para os municípios – sendo que o composto será comprado e fornecido para o Estado pelo Ministério da Saúde.

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas. Os principais sintomas são tosse persistente por três semanas ou mais, febre vespertina, sudorese noturna e emagrecimento.

  Veja Mais

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário