Português Italian English Spanish

Ação conjunta entre Executivo, Legislativo e Ministério da Saúde possibilitou reabertura do Hospital

Ação conjunta entre Executivo, Legislativo e Ministério da Saúde possibilitou reabertura do Hospital

O Hospital Santa Casa de Misericórdia foi reformado durante 60 dias para receber pacientes na próxima segunda-feira (29).

Carlos Celestino | SES-MT 

Reforma e Adequação da Santa Casa, uti

Reforma e Adequação da Santa Casa, uti - Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

Fechada desde o dia 11 março, o antigo Hospital Santa Casa de Misericórdia, será reaberto e entregue à população mato-grossense na manhã desta terça-feira (23). O resultado finl da reestruturação e readequação interna e externa, é fruto do trabalho em conjunto do Governo do Estado, Assembleia Legislativa de Mato Grosso e do Ministério da Saúde, que juntos trabalharam para que a unidade pudesse voltar a oferecer os atendimentos de saúde.

Diante dos graves problemas ocasionados pelo fechamento da unidade, o Estado decretou uma requisição administrativa dos bens e serviços do Hospital para realizar as intervenções necessárias e colocar a unidade em funcionamento. O recurso para indenizar pelo uso da estrutura na ordem de R$10 milhões veio do Executivo, e R$ 3,5 milhões foram remanejados do duodécimo do Legislativo de junho de 2019 que, somados, foram destinados ao pagamento de dívidas trabalhistas com os servidores que estavam sem receber salários.

Após encontrar uma solução para resolver os problemas, a gestão estadual, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, comandada por Gilberto Figueiredo, iniciou a condução dos trabalhos na estrutura da unidade, que passou a se chamar Hospital Estadual Santa Casa. Durante o período de 60 dias, a unidade teve sua estrutura repaginada e recebeu investimentos, como pintura na parte interna e externa, troca de pisos nos setores da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na manutenção do telhado, na reforma da cozinha e na completa dedetização do prédio. Estima-se que os investimentos foram de aproximadamente R$ 2 milhões.

“Todos os setores passaram por readequações e, em breve, nós estaremos entregando à população um hospital moderno e de capacidade ampla de atendimento a todos os usuários do Sistema Único de Saúde”, disse Gilberto.

Ala Pediátrica

Outra contribuição do Estado no Hospital está nos três blocos onde irão funcionar a Ala Pediátrica – um local que desperta muita atenção de quem estiver na unidade. As paredes dos corredores foram revestidas de cores vivas e alegres, com desenhos lúdicos e inspiradores. Além disso, foram montadas brinquedoteca, espaços interativos para o convívio das crianças que estiverem em tratamento. Diversas iniciativas estão sendo realizadas para garantir o conforto e estímulo às crianças que estiverem em processo de tratamento.

Todas as transformações estiveram aos cuidados da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, que realizou, no final do mês de maio – dia do seu aniversário –, um evento beneficente que arrecadou mais de 300 brinquedos e diversos eletrodomésticos, como, por exemplo, televisões, frigobares, ar-condicionado que já estão instalados na ala pediátrica do Hospital Estadual Santa Casa.

Outra importante contribuição pra o Hospital veio de Brasília. O ministro da Saúde, Luiz Mandetta, garantiu parcelas no valor de R$ 10 milhões, a título de contribuição para o custeio da unidade.

Na próxima segunda-feira (29), o hospital poderá receber seus primeiros pacientes e oferecer os serviços de saúde. A unidade contará com 10 leitos de UTI pediátrica, 11 leitos de UTI adulto, 9 leitos de UTI neonatal, 33 leitos de pediatria clínica, 27 leitos de pediatria cirúrgica e 22 leitos exclusivos para o Pronto-Atendimento Infantil. Apenas o setor pediátrico engloba 101 leitos da unidade – isto é, a pediatria abrange mais de 40% da totalidade de leitos do Hospital Estadual Santa Casa.

O caso Hospital Santa Casa

Após uma grave crise financeira, o hospital mantido pela Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá – mais antiga unidade de saúde da Capital – fechou as portas no dia 11 março deste ano, ocasião em que deixou de prestar atendimentos de saúde à população mato-grossense.

Diante situação, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), decretou, no dia 2 de maio, a requisição administrativa dos bens e serviços da Santa Casa de Misericórdia, assumindo o controle da unidade com objetivo de assegurar os atendimentos de média e alta complexidade aos cidadãos que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A equipe técnica da Secretaria de Saúde esteve em uma força-tarefa, que visa à entrega de um novo hospital à população mato-grossense. Não é simples colocar uma unidade dessa proporção para funcionar, mas trabalhamos com muita determinação”, disse Gilberto.

Durante o processo de estudo e avaliação do prédio, a equipe da SES-MT constatou que algumas readequações precisavam ser feitas para atender às normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária.

Diversas intervenções foram necessárias: troca de piso, pintura, manutenção do telhado e da rede elétrica e revitalização das alas da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), da cozinha, do refeitório, da recepção e do setor administrativo.

A equipe do governo trabalha para restabelecer o pleno funcionamento do novo Hospital Estadual Santa Casa no menor espaço de tempo possível, inclusive, com a contratação de funcionários, médicos e prestadores de serviço.

  Veja Mais

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário