Português Italian English Spanish

Governador discute parceria com Tocantins para viabilizar construção de rodovias

Governador discute parceria com Tocantins para viabilizar construção de rodovias

Mauro Mendes participa do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal

Laice Souza | Secom-MT


Governadores de Mato Grosso, Mauro Mendes, e do Tocantins, Mauro Carlesse, tratando da interligação dos Estados - Foto por: Washington Luis/Governo do Tocantins

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A interligação dos Estados de Mato Grosso e Tocantins foi o tema de uma reunião dos governadores Mauro Mendes e Mauro Carlesse, respectivamente. No encontro, que aconteceu no fim da tarde de quinta-feira (01.08), os gestores trataram sobre as rodovias MT-242 e a TO-500, que podem alavancar o crescimento da Região do Araguaia em Mato Grosso.

Mauro Mendes está em Palmas, onde participa do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal, e aproveitou a oportunidade para traçar estratégias em conjunto com o governador Calesse, de forma a viabilizar a construção das duas rodovias.

“Essas duas rodovias vão ligar toda a região do Araguaia de Mato Grosso até a ferrovia em Curupi. É mais um importante corredor de escoamento da produção que será aberto. Esse é um grande projeto que temos a certeza que irá transformar o Araguaia, que já é a nova fronteira agrícola do Estado”, destacou Mauro Mendes.

Os dois Estados deverão trabalhar em conjunto na elaboração de estudos e projetos para a construção das rodovias.

“Essa é uma obra que vai ligar os dois Estados. É muito mais investimento para o Araguaia e para o Tocantins. Esse novo traçado poderá escoar a safra de Mato Grosso e o Tocantins poderá levar calcário para os produtores do nosso Estado vizinho. Tudo isso irá alavancar o crescimento”, destacou Mauro Calesse. 

Reunião

O governador Mauro Mendes está no Estado do Tocantins para participar da 18ª Edição do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal. O encontro tem como objetivo traçar estratégias que possam fortalecer toda a região.

O trabalho é tanto para divulgar as regiões e suas potencialidades de investimento, como também criar mecanismos em que os projetos de desenvolvimento possam atender as necessidades de quem vive na Amazônia Legal.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário