Português Italian English Spanish

Homem é preso acusado de estuprar as próprias irmãs no Norte Araguaia

Homem é preso acusado de estuprar as próprias irmãs no Norte Araguaia

Data de Publicação: 23 de agosto de 2019

Rádio Eldorado

Policiais civis de Vila Rica, no Norte Araguaia, coordenados pelo Delegado Getúlio Daniel, prenderam um jovem de 22 anos na noite de quarta-feira, 21/8.

A.A.S.A é suspeito de abusar sexualmente de suas próprias irmãs, de 14, 12 e 6 anos de idade. As investigações iniciaram em junho deste ano, após uma das menores, procurar a polícia alegando ter sido vítima de maus tratos e que teria sido abusada sexualmente pelo irmão no final do ano de 2018.

No dia 15 de julho, as outras duas irmãs do acusado disseram a uma professora da escola onde estudam que estavam sendo abusadas pelo irmão. As crianças foram encaminhadas à Delegacia de Polícia e posteriormente submetidas ao exame de corpo de delito que constatou o abuso sexual nas vítimas.

O delegado Getúlio Daniel representou pela prisão preventiva do suspeito AASA no dia 16 de julho. Na quarta-feira, 21/8, foi realizada audiência de depoimento especial “depoimento sem dano” das crianças que confirmaram que vinham sendo vítimas de abuso sexual pelo irmão há algum tempo.

Após a audiência, o juiz da Comarca de Vila Rica Ivan Lucio Amarante deferiu a representação do Delegado de Polícia e emitiu mandado de prisão preventiva contra o suspeito. AASA foi preso pela Polícia Civil por volta das 22h30min de quarta-feira (21) em uma propriedade na zona rural de Vila Rica, onde mora com os pais e as irmãs.

O delegado Getúlio Daniel falou sobre a prisão para a reportagem do site www.eldorado.fm e destacou a importância da família estar atenta ao comportamento das crianças, tendo em vista que muitas vezes esse tipo de crime é cometido dentro do seio familiar, por parentes ou pessoas próximas.

“O abusador foi extremamente cruel, além da violência sexual contra as próprias irmãs ele ameaçou matar as crianças e a mãe, caso alguma delas falassem algo. Ele ficava vigiando para que as meninas não ficassem sozinhas com a mãe. Além de abuso sexual existia também tortura psicológica”, destacou o delegado.

O suspeito AASA foi encaminhado para a Cadeia Pública de Vila Rica, onde permanece à disposição da Justiça.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário